Autor: andrei

Lúcio Almeida recebe troféu Deputado Carlos Santos nesta quarta-feira, 16

O diretor da Escola do Legislativo, Lúcio Almeida, recebeu o troféu Deputado Carlos Santos no Salão Júlio de Castilhos, nesta quarta-feira, 16, em sessão solene na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. O prêmio destaca personalidades que atuam em prol da comunidade negra e faz parte do Dia Estadual da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, dia e mês da morte de Zumbi dos Palmares em 1695. Além do diretor, foram homenageados Celso Procópio, Luiz Cleci Floes da Conceição, Luiz Felipe de Oliveira Teixeira e Ubirajara Toledo.

Troféu Deputado Carlos Santos 2022

Foi instituído pela Resolução 3.045/2009, a mesma que instituiu a Semana Estadual da Consciência Negra da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. O deputado Carlos Santos, que presidia a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul quando foi inaugurado o Palácio Farroupilha, em 1967, foi um dos parlamentares mais atuantes em defesa da comunidade negra no Parlamento gaúcho.

 

Curso de Libras retoma aulas nesta quarta-feira, 26/10

O Curso de Libras promovido pela Escola do Legislativo retomou as aulas nesta quarta-feira, 26 de outubro, na sala de aula da Escola. Devido às semanas de suspensão de aulas, a programação será alterada. Confira a programação atualizada:

→ 2 de novembro: feriado

→ 9 de novembro: aula 6

→ 16 de novembro: aula 7

→ 23 de novembro: aula 8

→ 30 de novembro: aula 9

→ 7 de dezembro: aula 10

Escola do Legislativo e ILEA encerram ciclo de palestras com debate sobre fotografia e história política local

A Escola do Legislativo Julieta Battistioli, em parceria com o Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados (ILEA) e o Núcleo de Porto Alegre, debate na quarta-feira, 19, às 14h, no Auditório do ILEA, a Fotografia na Reconstrução da História Política Local. Elson Sempé Pedroso, fotógrafo da Casa, é o convidado para encerrar o Ciclo de Conferências em comemoração aos 250 anos de Porto Alegre. 

Foto: Cristina Beck/CMPA

“Porto Alegre pelo olhar dos fotógrafos” é a última exposição sobre o aniversário da capital e apresenta a arquitetura e o dia a dia dos porto-alegrenses do século XIX e XX, pelas lentes de fotógrafos renomados da época e ficará exposta na Galera do ILEA durante duas semanas.

Elson iniciou a conversa falando do desafio de falar de fotografia como reconstrução da história política local. O fotógrafo também passou pela história da fotografia e do fotojornalismo, detalhando a origem e os processos químicos envolvidos na prática fotográfica. Além disso, Elson também falou das problemáticas da fotografia em ambientes institucionais como a Câmara Municipal. “Buscamos sempre construir uma narrativa que ofereça esta ampla visão das coisas, nos afastando das nossas vontades e nossos desejos”, explica Elson, afirmando a necessidade de representar a cidade como um todo. Porém, ressaltou que a fotografia nunca é um retrato fiel da realidade, porque é feita de escolhas do operador da máquina fotográfica.

Por fim, o fotógrafo da Casa trouxe uma exposição de sua autoria para mostrar ao público como a história política pode ser reconstruída através da subjetividade. As fotos tiradas no Plenário Otávio Rocha, em preto e branco, sem identificar os parlamentares, apresentam situações cotidianas no parlamento, destacando gestos, movimentos e tensões das negociações políticas.

Escola e ILEA discutem movimento social no Morro Santa Teresa

Participaram professores da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID) e servidores da UFRGS.

A Escola do Legislativo Julieta Battistioli, em parceria com o Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados e o Núcleo de Porto Alegre do Observatório De Metrópoles, discute nesta quinta-feira (06/10), a história e movimento social no Morro Santa Teresa no Auditório do ILEA. 

Barcellos e Fedozzi discutiram a luta social no Morro Santa Teresa.

Luciano Fedozzi, professor de Sociologia da UFRGS e Jorge Barcellos, historiador e coordenador de cursos da Escola, ministraram a penúltima palestra do ciclo de conferências em comemoração aos 250 anos de Porto Alegre. A ocupação dos postos da saúde pela comunidade, na rua Cruzeiro, nos anos 1980, é um dos acontecimentos históricos destacados por Fedozzi. A reivindicação por melhores condições de saúde marca esta ocupação.

Depois, Barcellos falou do projeto complementar que institui áreas de usos especiais no Morro Santa Teresa e contou a história do movimento social do Morro, suas reivindicações, passeatas e exigências frente ao poder público. A relação com o parlamento e o compartilhamento da agenda social são aspectos determinantes para o sucesso do movimento social no combate às disputas imobiliárias e ao crescimento desordenado. Uma exposição de mesmo nome acompanha a palestra e ficará disponível na Galeria do ILEA durante duas semanas.

 

 

Escola do Legislativo discute teoria crítica de raça

A Escola do Legislativo Julieta Battistioli realiza nesta segunda-feira, 26/09, o primeiro encontro do grupo de estudos sobre Teoria Crítica da Raça. 

A iniciativa busca discutir sobre o racismo por meio da obra Teoria Crítica de Raça: Uma Introdução, de Richard Delgado e Jean Stefancic. Os capítulos do livro serão analisados durante dez encontros que estão previstos para ocorrerem semanalmente. Compareceram servidores da Casa e de outros órgãos públicos. 

O grupo de estudos é uma parceria da Escola com o Núcleo de Pesquisa Antirracista e a Faculdade de Direito da UFRGS. A coordenação é de Lúcio Almeida, diretor da Escola e professor na Faculdade de Direito da UFRGS, Rowana Camargo, Mestra em Ciências Humanas, e Sonilde Lazzarin, também professora na Faculdade de Direito da UFRGS. No primeiro encontro, Rowana apresentou a obra para os participantes e falou das características da teoria crítica da raça. A abrangência de outras áreas de estudo e o seu caráter propositivo fundamentam a teoria.

Foto: Fabiane Santos

Ao se apresentarem, os participantes trouxeram, também, suas visões pessoais acerca de vivências como pessoas racializadas, bem como as influências percebidas em movimentos políticos, sociais e culturais. Além disso, houve uma breve abordagem à questão de gênero e raça.

Os encontros acontecem todas às segundas-feiras, na sala de aula da Escola, das 13h às 15h. Confira a programação do grupo de estudos:

26/09 → Primeiro encontro: apresentação da obra aos participantes.

03/10 → Capítulo I – Introdução (p. 27-40)

10/10 → Capítulo II – Temas característicos da Teoria Crítica da Raça (p. 43-62)

17/10 → Capítulo III – Storytelling jurídico e análise narrativa (p. 65-75)

24/10 → Capítulo IV – Olhando para dentro (p. 77-90)

31/10 → Capítulo V – O poder e a forma do conhecimento (p. 93-111) 

07/11 → Capítulo VI – Crítias e respostas aos críticos (p. 113-120)

21/11 → Capítulo VII – A Teoria Crítica da Raça hoje (p. 123-153)

28/11→ Capítulo VIII – Conclusão (p. 155-164)

05/12 → Discussão final e confraternização

 

Escola do Legislativo e ILEA discutem territórios negros em Porto Alegre

A Escola do Legislativo Julieta Battistioli participou nesta quinta-feira, 22/09, no auditório do Instituto Latino Americano de Estudos Avançados (ILEA), do ciclo de palestras em comemoração aos 250 anos de Porto Alegre. A formação do Núcleo de Pesquisa Antirracismo da Faculdade de Direito da UFRGS foi o assunto principal do terceiro encontro do ciclo de conferências.

Lúcio Almeida, diretor da Escola, professor de Direito na UFRGS e coordenador do Núcleo de Pesquisa Antirracista da Faculdade de Direito; Claudia Luisa Zeferino Pires, professora de Geografia e Iosvaldyr Carvalho Bittencourt Jr, professor de Antropologia, foram os convidados para a mesa. Além disso, os territórios negros em Porto Alegre e educação em comunidades remanescentes de quilombos foram discutidas.

Lúcio Almeida contou a história de criação do Núcleo de Pesquisa Antirracista da Faculdade de Direito da UFRGS. Foto: Fabiane Santos

O professor Iosvaldyr falou sobre a territorialidade, identidade e cidadania do negro no Brasil. A periferização das comunidades negras e suas implicações no uso dos espaços urbanos, mais comuns à burguesia. A forma como os negros se apropriaram culturalmente destes espaços ao longo dos anos também foi trazida pelo professor. A professora Cláudia falou sobre o projeto do Núcleo de Estudos Geografia e Ambiente (NEGA) sobre a geografia dos territórios quilombolas através do trabalho Atlas da Presença Quilombola em Porto Alegre. Abordou também a relevância da capital gaúcha para as comunidades quilombolas, tendo o primeiro território quilombola reconhecido e titulado no país, a Terra Quilombola Família Silva. Também abordou os valores civilizatórios afro-brasileiros que estão vinculados aos territórios quilombolas.

O diretor da Escola e coordenador do Núcleo de Pesquisa Antirracista , Lúcio Almeida, falou sobre a importância do projeto do Núcleo de Pesquisa Antirracismo da Faculdade de Direito para dar impulso às discussões sobre o racismo no Brasil. Para ele, o racismo precisa ser debatido e estudado dentro das universidades, visando sempre a produção de pesquisas científicas. A palestra acompanha a exposição de mesmo nome, que ficará exposta na Galeria do ILEA durante duas semanas.

 

Maratona da Escola visita Parobé e SEDUC

Da esquerda para a direita: José Roberto, Thomas, Luciara, Stephan, Liliane, Tania e Jorge.

Nesta quinta-feira (15/09), a Escola do Legislativo dentro do seu projeto Maratona da Escola, atividade de comemoração pela passagem dos 15 anos de criação da Escola do Legislativo, visitou a Escola Técnica Estadual Parobé e a Secretaria de Educação do Governo do Estado.
O objetivo é a divulgação dos serviços educacionais da Câmara Municipal para escolas e órgãos de ensino. A primeira instituição visitada foi a Escola Técnica Parobé, onde foi recebido pelas professoras Luciara Goularte, supervisora do turno da tarde, Liliane Franca, professora da disciplina de Filosofia, Tânia Schneider, professora da disciplina de Sociologia e Mundo do Trabalho, Stephan Vargas, professor da disciplina de história, José Roberto, Professora da Disciplina de Cultura Digital e Thomas Feister, professor da disciplina de Geografia. Eles ouviram uma explanação sobre os serviços educativo da Câmara Municipal oferecidos às escolas pela Escola do Legislativo e Seção de Memorial: Plenária do Estudante, Visita Orientada, Exposições Itinerantes, Aula na Câmara, Câmara vai à Escola, Universidade Aberta, Olimpíada de Ciência Política e Rota Política.

Os professores destacaram a importância dos serviços para o ensino médio e dispuseram-se a agenda-los dentre suas atividades. As professoras Tânia Schneider e Liliane Franca recordaram-se de que, antes da pandemia, as atividades educativas do legislativo eram agendadas pela Escola Parobé, destacando o trabalho da professora Cláudia Poli nesse processo, que resultou à época não apenas em visitas, mas também em publicações dos alunos. O professor Stephan Vargas ressaltou a importância de agendamento de atividades para este final de ano, já que a escola está em breve iniciando seu quarto bimestre, bem como o fato de agora, já podem planejar atividades para serem realizadas em 2023. Os professores Thomas Feister e José Roberto reafirmaram a relevância de projetos como esse para a atual geração de alunos. O motivo é o seu afastamento da política, as visões sem embasamento que alimentam a política devido à desinformação e que as visitas organizadas pela ação educativa colaboram no combate a essa visão. As professoras Tânia Schneider e Liliane Franca afirmaram que irão organizar ainda neste semestre uma visita à Câmara, já que o tema da importância da política é comum as duas áreas. O servidor Jorge Barcellos, responsável pela apresentação, anotou um pedido: de que tais serviços sejam realizados no turno da noite, o de menor oferta de atividades extraescolares. Barcellos se comprometeu a solicitar à Direção da Casa autorização para prestação de serviços nesse horário, que depende, de alteração de registros no ponto eletrônico, recentemente retomado pela instituição.

Jorge Barcellos e Adriana Rodrigues discutiram a aproximação da Escola do Legislativo das escolas estaduais.

Após, Barcellos visitou a Secretaria de Educação do Governo do Estado onde foi recebido no gabinete do secretário pela servidora Adriana Rodrigues, que ouviu a explanação do servidor sobre os serviços educativos da Câmara Municipal, “Esses serviços são muito importantes e temos interesse”, afirmou. Barcellos está visitando, na semana de aniversário da Escola, as escolas da região central, tendo tido ótima recepção. Rodrigues, entretanto, considera que devido a importância do projeto, que não apenas as escolas da região central sejam informadas, como tem feito o projeto Maratona da Escola, mas todas as escolas estaduais de Porto Alegre. Para isso ficou acertado que o Gabinete da Secretaria Estadual de Educação fará a comunicação entre a Escola do Legislativo e a primeira Coordenadoria de Educação da Capital, responsável pela administração das escolas de Porto Alegre .

Escola do Legislativo exibe documentário sobre a história de ex-vereador

O documentário conta com a participação de Luiz Afonso, diretor legislativo da Casa.

A Escola do Legislativo exibiu nesta segunda-feira (05/09), às 15h, na sala de aula da Escola, o documentário Marcos Klassmann: a trajetória de uma geração. A exibição inaugura a primeira edição do projeto Cinema na Câmara. A iniciativa quer aproximar a comunidade escolar da política por meio de documentários.

O primeiro documentário da série narra a trajetória de Marcos Klassmann, ex-vereador da Câmara Municipal de Porto Alegre. Klassmann foi eleito pelo partido MDB com a quarta maior votação do ano de 1976, com 12.118 votos e denunciou a repressão da ditadura militar durante sua campanha e mandato.

A sessão também integra a programação de comemoração do aniversário da Câmara Municipal de Porto Alegre, que completa 249 anos no dia 6 de setembro.

 

Escola do Legislativo participa da 25ª Semana da Pessoa com Deficiência 

Jorge Barcellos falou sobre o trabalho de inclusão social de portadores de deficiência executado pela Escola do Legislativo Julieta Battistioli.

A Escola do Legislativo Julieta Battistioli participou nesta sexta-feira (26/08), de uma roda de conversa sobre O PTE (Programa de Trabalho Educativo) e a inclusão de jovens no mercado de trabalho no município de Porto Alegre. O evento aconteceu no auditório da SMED (Secretaria Municipal de Educação) e faz parte da 25ª Semana da Pessoa com Deficiência.

Jorge Barcellos, coordenador de cursos da Escola, falou sobre a importância do PTE para aumentar a inclusão de estagiários portadores de deficiência na Câmara Municipal. A Escola tem três alunos do programa e desenvolve atividades para ampliar seus conhecimentos e habilidades. É o caso do curso de Libras para servidores da Casa que foi desenvolvido com o auxílio de uma estagiária surda. 

A Escola também programou uma palestra para conscientizar os servidores da Casa sobre a importância de incluir portadores de deficiência nos diferentes setores. A atividades da 25ª Semana da Pessoa com Deficiência continuam até domingo (28/08). Confira a programação no site da Prefeitura de Porto Alegre.

Participaram da reunião ainda os seguintes representantes parceiros:

*Rafael Faria Guiguer- Auditor Fiscal do Trabalho / Ministério do Trabalho
* Bruna Bernardes da Silva – Analista de Responsabilidade Social – Responsável pelo Programa de Diversidade e Inclusão do Grupo Panvel
*Jaqueline Andrade  – mãe de aluno que participa do PTE)  do EMEF Anisio Teixeira
* Renato Torres  – Estagiário de inclusão na EMEF Moradas da Hípica
*Manoel Santos Oliveira  – Estagiário de inclusão da EMEF Tristão Sucupira Vianna
Mediadoras da Roda : Representando demais colegas do PTE : Cristiane Vieira Chagas – Professora da rede municipal e Coordenadora Técnica da Região Norte
Sabrina Gauss- Professora da rede municipal e coordenadora técnica da EMEF Elyseu Paglioli

Escola do Legislativo traz aula sobre escolas de governo

 

Jorge Barcellos apresentou o funcionamento da Escola do Legislativo Julieta Battistioli para servidores de órgãos públicos

A Escola do Legislativo Julieta Battistioli deu aula, nesta segunda-feira (22/08), sobre escolas de governo. A transmissão online iniciou às 14h30, pela plataforma Zoom e terminou às 16h. Jorge Barcellos, coordenador de cursos da Escola, conversou com servidores públicos da Escola de Gestão Pública da Prefeitura de Porto Alegre, Escola Municipal de Administração Pública de Bagé e da Câmara Municipal de Novo Hamburgo.

O coordenador falou sobre a criação legal e institucional de uma escola de governo, o projeto político-pedagógico, a rede de professores, a capacitação interna, externa e a pesquisa. Também afirmou a importância de incluir atores da instituição nas atividades educativas das escolas.

Os servidores perguntaram sobre o planejamento de atividades em uma escola de governo e sobre o funcionamento dos programas da Escola. Jorge apresentou o Rota Política, Câmara Vai à Escola e a Olimpíada de Ciência Política, que são exemplos de iniciativas para aproximar a população da história de Porto Alegre e do Legislativo. “É isso que a Câmara tem que fazer, ir até a comunidade”, afirmou o coordenador. Sobre a capacitação interna, Jorge falou da necessidade de estabelecer uma política de recursos humanos para fazer capacitações internas semestrais.  

A aula sobre escolas de governo é uma orientação para servidores de outras instituições desenvolverem atividades de capacitação para o público interno e externo.